• Ultimas Notícias

    Bahia é 3º estado com mais mortes nas estradas; veja os trechos mais perigosos


    Uma pessoa morre por dia em acidentes nas rodovias federais que cortam o estado da Bahia. Os dados foram divulgados,  ontem, no Painel da Confederação Nacional do Transporte (CNT). Só no ano passado, segundo o levantamento, foram 456 óbitos nas estradas de  todo o estado, atrás apenas de Minas Gerais e Paraná.  Apesar de ainda muito alto, o número de mortes nas estradas federais baianas no ano passado  é o menor em 11 anos.  Em   2007, foram 633  mortes. O pico, foi registrado em 2012 (849 mortes).
    O levantamento  leva  em conta os dados   da Polícia Rodoviária Federal e se referem às ocorrências entre 2007 e 2018. O estudo revela ainda que, na Bahia, foram registrados 3.545 acidentes, com 2.895 vítimas – fatais e não fatais no ano passado.  O número também é o menor para a série analisada pela CNT. Em 2007, em todo o estado, foram 7.157 acidentes. Em 2014, o pico: 10.405.
    As BRs 116 e 101, juntas, concentram 24% das mortes ocorridas nas estradas federais, com 649 e 615 mortos, respectivamente, e são campeãs também em registros de acidentes com feridos. 
    De acordo com o CNT, que leva em conta os dados de janeiro a dezembro de 2018, o Brasil registrou 69.206 acidentes nas rodovias federais, sendo 53.963 com mortos ou feridos. Destes, 16.420 (30%) ocorreram na BR-101 (8.896) e e na BR-116 (7.524). Em seguida, no ranking de mortes, estão a BR-153 (257 óbitos), BR-364 (201) e BR-381 (195). Em relação aos acidentes com vítima, em terceiro lugar aparece a BR-381 (2.675), seguida da BR-040 (2.606) e da BR-153 (2.176).  
    O estudo mostra ainda que as colisões representam 60,1% dos 53.963 acidentes com vítima no Brasil. Em seguida, aparecem a saída de pista (14,9%) e capotamento e tombamento (11,3%). A maioria das mortes (61,3%) do ano passado também aconteceram em colisões, destaca o CNT.  
    No Brasil, a média é de 190 acidentes por dia, com 14 mortes, indica o painel. 
    Bahia
    De todas as regiões do Brasil, o Nordeste possui o maior índice de mortes. Na região, a cada 100 acidentes, 14,8 pessoas morreram. Em seguida estão o Norte, com 12, e o Centro-Oeste, com média de 10,4. O índice do Brasil é 9,8 mortes, para 100 casos.

    No cálculo do ranking de mortes a cada 100 acidentes, a Bahia ocupa o 5º lugar, com 15,8. Na frente, estão o líder, Maranhão (25,2), seguido de Amazonas (19,1), Alagoas (18,6) e Tocantins (18,3).
    Os números da Confederação indicam que 3.545 acidentes foram registrados em 2018 nas rodovias federais que cortam a Bahia, sendo 2.895 com mortos ou feridos. No ano passado, a cada 100 acidentes com vítima, 16 pessoas morreram.

    Fonte: Correio.

    Nenhum comentário

    Post Top Ad

    ad728

    Post Bottom Ad

    ad728